Nuestros protagonistas, nuestras personas
A Elecnor leva ajuda a mil famílias vulneráveis em El Salvador

Elecnor realizou a doação de kits de alimentos em El Salvador, totalizando 1.000 unidades, de aproximadamente 8 kg de alimentos básicos. Os kits foram entregues pelos voluntários da filial na América Central em nove populações dos departamentos de Sonsonate e Ahuachapán.

Os alimentos foram entregues a famílias de baixos recursos ou que não tiveram ganhos econômicos durante a pandemia causada pela COVID-19. Lembramos também que essas populações se viram gravemente afetadas pelas recentes tempestades Amanda e Cristóbal, que causaram grandes prejuízos na região. 

Para realizar a entrega dos kits de modo eficiente, a Elecnor contou com a ajuda do Diretor Nacional de Proteção Civil, Prevenção e Mitigação de Desastres de El Salvador, com apoio da Embaixada Espanhola na cidade, e com os representantes departamentais locais.

Juan Enrique Fernández, Gerente Nacional da Elecnor em El Salvador, afirma que “foi uma grande experiência para toda a equipe. Poder ajudar a essas famílias e, especialmente, às crianças com problemas nutricionais, que são ‘especialmente vulneráveis’ às doenças, ainda mais em um contexto como o derivado da COVID-19, é a nossa maior recompensa”.

Muito obrigado à equipe Elecnor El Salvador por ter participado de forma voluntária e possibilitar essa iniciativa solidária:



A Elecnor na América Latina

Em 1984, a Elecnor celebrou um contrato significativo na América Latina, tanto em termos de volume quanto de importância social e econômica: a interconexão elétrica Guatemala-El Salvador. Três anos mais tarde, após o início das operações em Honduras, com a assinatura de contratos de sete subestações do tipo chave na mão, a Elecnor se estabeleceu como uma presença estável na América Central até hoje, colaborando ao longo de todos esses anos no desenvolvimento energético sustentável dos países.

No momento, a Elecnor está construindo um sistema de transmissão elétrica no Departamento de Sonsonate e Ahuachapán, na América Central. O contrato inclui linhas de transmissão em 230 kV de 44 km com trechos subterrâneos de 2 km, bem como a construção de duas novas subestações de tecnologia GIS e a ampliação de uma subestação existente.  O projeto representa uma transformação na matriz energética do país e da América Central.