A Elecnor amplia o prazo de seu financiamento sindicado de 600 milhões de euros
A Elecnor assinou uma novação modificadora que amplia o prazo em um ano e mantém as condições do financiamento sindicado de 600 milhões de euros que foi assinado em julho de 2014 e foi objeto de novação em julho de 2015
30 de junho de 2016

Madri, 30 de junho de 2016.- A Elecnor assinou um contrato de novação para modificar o prazo do financiamento sindicado que assinou em junho de 2014, pelo montante de 600 milhões de euros, com 19 instituições financeiras, tanto nacionais como internacionais, e foi objeto de novação em julho de 2015, ampliando o prazo em um ano e melhorando substancialmente as condições de margens originais.

Com entrada em vigor imediata, esta novação estende o vencimento em um ano, até julho de 2021, e mantém as condições de margens que foram acordadas para este financiamento na novação do ano passado. O limite continua estabelecido em 600 milhões de euros, repartidos em duas parcelas: uma tranche empréstimo por trezentos milhões de euros e uma tranche linha de crédito revolving pelo mesmo valor.

A operação é liderada pelo Banco Santander como Sole Bookrunner, Coordenador e Agente. Na qualidade de MLA, além do Santander, participam o Bankia, Caixabank, Abanca, Banco Sabadell, Kutxabank, Credit Agricole, BBVA e Barclays.