A Elecnor aumenta 2,6% seu benefício líquido no primeiro trimestre chegando aos 22,6 milhões de euros
As vendas alcançam os 410 milhões, 5,9% superiores
9 de maio de 2012

A carteira de contratos pendentes de executar cresce 8,3% nos 3 primeiros meses do exercício, até situar-se nos 1.947 milhões de euros

Madri, 9 de maio de 2012.- A Elecnor obteve no primeiro trimestre do ano um benefício líquido de 22,6 milhões de euros. Esta cifra representa um aumento de 2,6% em relação ao mesmo período do exercício anterior. 

A melhora do resultado líquido foi graças a uma maior atividade nos mercados tradicionais da Elecnor (principalmente infraestruturas), a crescente colaboração da filial fotovoltaica Atersa como reflexo de sua expansão internacional e a execução de diversos contratos no exterior, em especial na América Latina. 

Cifra de negócios

As vendas consolidadas no final do trimestre chegaram a 410,6 milhões de euros, cifra 5,9% superior aos 387,8 milhões do ano anterior.   

Este aumento está baseado em factores como o aumento dos projetos que estão sendo desenvolvidos no exterior, maior atividade de seus negócios tradicionais na Espanha, consolidação por integração global da concessionária brasileira Vila do Conde Transmissora de Energia e a construção em fase final das três usinas termossolares nas que a Elecnor participa na Espanha (uma em Badajoz e duas em Alcázar de San Juan, Ciudad Real). 

Por mercados, as vendas de origem internacional  cresceram 4% e no mercado nacional cerca de 7%.  

Carteira de contratos

Quanto à carteira de contratos pendentes de executar, sua evolução desdo o início do exercício 2012 foi favorável, com um crescimento global de 8,3%, o que permitiu situar-la em 1.947 milhões de euros a 31 de março último. Neste caso, o maior dinamismo é registrado nos mercados exteriores, nos que a carteira cresce 11,9% e alcança os 1.089 milhões. No mercado interior, o aumento é de 4%, até fixar-se em 858 milhões de euros

Previsão 2012

Depois dos dados registrados no trimestre, a Elecnor mantém sua previsão de alcançar no conjunto do exercício 2012 cifra de negócios e de resultados como as obtidas em 2011.