A Elecnor construirá o segundo parque eólico promovido pela Jordânia, de 66 MW, por 83 milhões de euros
6 de agosto de 2014

6 de agosto de 2014.- A Elecnor obteve um contrato para a construção de um parque eólico de 66 MW na cidade de Maan (Jordânia), por 83 milhões de euros.

A Elecnor foi selecionada pelo Ministério de Energia e Recursos Minerais da Jordânia (MEMR) para desenvolver este projeto que inclui engenharia, fornecimento e construção de um parque eólico com 33 aerogeradores de 2 MW de potência unitária, fornecidos pela Gamesa, com torres metálicas de 78 m de altura. O contrato também inclui seu funcionamento e manutenção durante dois anos, assim como a construção do edifício de controle do parque e as vias de acesso. 

O parque será construído em um terreno adjacente à Universidade Al-Hussein, 7 km ao nordeste da cidade de Maan, localizada na região sul da Jordânia. Esta localização está a quase 125 km da cidade portuária de Aqaba e a 225 km da capital da Jordânia, Amman. A previsão é que o parque esteja em fiuncionamento no início do ano 2016. 

O parque eólico de Maan, que será financiado com uma subvenção do Fundo de Kuwait para o Desenvolvimento Econômico Árabe, é o segundo projeto de energia eólica promovido na Jordânia. O governo do país está realizando ações para diversificar suas fontes energéticas e procurar vias para gerar energia limpa e segura, já que importa 96% de sua energia em forma de petróleo e gás. Assim, o plano energético do MEMR planeja uma distribuição energética para 2020 na que as energias renováveis representem 10%, com 1.200 MW de energia eólica e 600 MW de energia solar. A transição às energias renováveis no país exige um pacote de investimentos entre 1.400 e 2.200 milhões de dólares. 

Em energia eólica, a Elecnor apresenta a vantagem de promover, investir e realizar a gestão de seus próprios projetos, por um lado, e de construir instalações para terceiros. No primeiro caso através de sua filial especializada Enerfín, que explora mais de 1.000 MW na Espanha, Brasil e Canadá. Como construtora para terceiros, este contrato na Jordânia une-se ao recentemente conseguido na Mauritânia, onde atualmente a Elecnor está construindo o primeiro parque eólico promovido por este país.