A Elecnor ganha 2,9% mais no primeiro semestre e situa seu resultado líquido em 52,7 milhões
As vendas crescem 4,4% devido ao mercado exterior
26 de julho de 2012

A carteira de contratos pendentes de executar aumenta 20% em relação ao primeiro semestre de 2011 e alcança 1.817 milhões de euros, com especial força, igualmente, nos mercados internacionais

Madri, 26 de julho de 2012.- No encerramento do primeiro semestre de 2012, a Elecnor obteve um benefício líquido consolidado de 52,7 milhões de euros, o que representa um aumento de 2,9% em relação ao mesmo período de 2011.  

Entre os fatores que explicam este avanço estão a maior contribuição das sociedades filiais que operam no mercado eólico e das sociedades concessionárias de linhas de transmissão elétrica no Brasil, a melhora dos resultados nos projetos executados pela companhia matriz (principalmente, no exterior) e a manutenção da política de contenção e controle das despesas gerais

Cifra de negócios

Quanto às vendas consolidadas, sua quantia era, a 30 de junho último, de 850,5 milhões de euros, cifra 4,4% superior aos 814,3 milhões do ano anterior. Neste favorável comportamento geral destaca o relativo ao mercado exterior, que cresce 6,7%, comparado a um  aumento de 3,4% no nacional. Desta forma, a participação dos mercados internacionais nas vendas do Grupo estão em 33,2% do total, e no mercado espanhol permanecem em 66,8%.    

São três as origens principais do avanço nas vendas: o maior volume de negócio das sociedades que operam no mercado exterior, a maior contribuição das sociedades eólicas e a prática formam os 3 projetos termossolares nos que a Elecnor participa no nosso país, um em Badajoz e dois em Alcázar de San Juan (Ciudad Real). 

Carteira de contratos

Quanto à carteira de contratos pendentes de executar, sua evolução no primeiro semestre de 2012 foi positiva, com um crescimento global de 20% em relação ao mesmo período de 2011, o que permitiu situa-la em 1.817 milhões de euros a 30 de junho último. Também neste caso o maior dinamismo é registrado nos mercados exteriores, nos que a carteira cresce 27,2% e alcança os 1.022 milhões. No mercado interior, o aumento é de 11,8%, até fixar-se em 795 milhões de euros. 

Previsão 2012

Depois dos dados registrados no semestre, a Elecnor mantém sua previsão de alcançar o conjunto do exercício 2012  valores de cifra de negócios e de resultados similares aos conseguidos em 2011, mas também é preciso avaliar o impacto que finalmente possa ter a nova regulação do sistema elétrico que o Governo quer implantar.