A Elecnor reafirma seu objetivo de mobilizar investimentos no valor de 2.850 milhões no triênio 2011-13
Assembleia Geral 2012
23 de maio de 2012

Em 2011, os investimentos totais mobilizados foram de 840 milhões, dos quais 129 foram através de colaborações de equity

A Elecnor encerrou 2011 com uma dívida financeira líquida corporativa de apenas 19 milhões de euros

Durante o passado exercício, a Elecnor realizou 36% de suas vendas em um total de 32 mercados internacionais e aumentou sua carteira exterior de projetos em 46%

A Assembleia Geral aprova aumentar 6,6% o dividendo ordinário em 2011 em relação ao ano 2010

Madri, 23 de maio de 2012.- A Elecnor mobilizou durante o passado exercício investimentos no valor de 840 milhões de euros, dos quais 129 foram diretamente atribuíveis à companhia através de colaborações de equity em projetos a financiar através da modalidade de project finance. Destes 129 milhões, 76 foram utilizados no Brasil, onde a Elecnor apresentou um especial desenvolvimento nos setores eólico e em concessões de linhas de transmissão elétrica. Outros 33 milhões foram utilizados na Espanha e 13 no Chile, como principais mercados. São dados apresentados hoje, quarta-feira durante a Assembleia Geral de Acionistas 2012 da Elecnor.

No encerramento do exercício, a dívida financeira líquida corporativa da companhia era de apenas 19 milhões de euros

Conforme foi destacado durante o encontro, a Elecnor reafirma seus objetivos de investimento para o período 2011-2013, no Plano Estratégico desenhado para o citado triênio. É uma quantia global de 2.850 milhões de euros, dos que 665 serão diretamente atribuíveis a Elecnor

Internacionalização

Do total de investimentos do triênio está previsto o uso de aproximadamente 75% nos mercados exteriores, o qual mostra a crescente internacionalização da companhia. Na verdade, do global de vendas consolidadas de 2011 (1.872 milhões de euros), 36% foi originado fora da Espanha, graças a suas atividades em um total de 32 países, uma lista encabeçada pelo Brasil, Venezuela, México, República Dominicana, Angola, Itália, Argélia, Argentina e França. Além disso, um aumento de 46% na sua carteira de projetos no exterior no encerramento do exercício, com o que passou a ser majoritária (54% do total, frente a 46% da nacional). 

Dividendo

A Assembleia Geral aprovou a proposta de aplicação do resultado apresentada pelo Conselho de Administração, consiste em pagar no próximo dia 13 de junho um dividendo complementar aplicado ao exercício 2011 de 0,2062 euros por título. Considerando o valor depositado em conta no passado mês de janeiro, de 0,0536 euros por ação, o total pago é de 0,2598 euros por título, o qual representa um aumento de 6,6% em relação ao dividendo ordinário pago aplicado a 2010.

Com a aprovação da Assembleia, o dividendo distribuído no ano natural 2012 representa uma rentabilidade de 2,6%, em relação ao 2,4% do ano 2011. 

Principais Dados 2011

Em 2011 a Elecnor obteve um benefício líquido consolidado de 115,1 milhões de euros. Esta cifra implica um aumento de 6,6% no benefício recorrente em relação a 2010, excluindo os resultados extraordinários conseguidos pelo grupo em ambos os exercícios. 

Estes extraordinários foram derivados da reordenação de suas participações em várias empresas concessionárias elétricas do Brasil. Em 2010, o impacto favorável dos mesmos foi de 23,5 milhões de euros, sendo que em 2011 permaneceu em 5,1 milhões. Considerando estes impactos, os 115,1 milhões de euros de benefício líquido alcançado em 2011 representam 9,1% menos que no exercício anterior. 

Por outro lado, o benefício de exploração, que mostra uma imagem mais fiel da evolução do negócio porque não considera as mais-valias extraordinárias, aumentou 8,5% em 2011

Paralelamente, as vendas consolidadas no encerramento do exercício subiram a 1.872 milhões de euros, cifra superior 6,2% aos 1.762 milhões com que finalizou o ano 2010. 

Sobre a evolução em Bolsa, a cotação no encerramento de 2011 ficou nos 9,98 euros por título, o mesmo nível que um ano antes. Desta forma, foi consolidada a vantagem em longo prazo dos títulos da Elecnor em relação aos índices da bolsas de referência. Assim, enquanto nos últimos 10 anos a variação anual equivalente da Elecnor é de 16,6%, tanto o Índice Geral da Bolsa de Madri como o Ibex-35 estão situados na média de zero nesse mesmo período de 10 anos.  

Primeiro trimestre e previsões 2012 

Quanto ao primeiro trimestre do atual exercício 2012, a Elecnor obteve um benefício líquido de 22,6 milhões de euros. Esta cifra representa um aumento de 2,6% em relação ao mesmo período do exercício anterior. 

A melhora do resultado líquido foi possível graças a uma maior atividade nos mercados tradicionais da Elecnor (principalmente infraestruturas), a crescente colaboração da filial fotovoltaica Atersa como reflexo de sua expansão internacional e a execução de diversos contratos no exterior, especialmente na América Latina. 

Por outro lado, as vendas consolidadas no encerramento do trimestre subiram a 410,6 milhões de euros, cifra superior 5,9% aos 387,8 milhões de um ano antes.   

Na Assembleia Geral de hoje, quarta-feira foi reafirmada a previsão de alcançar no conjunto do exercício 2012 volumes tanto de cifra de negócios como de resultados da ordem das conseguidas em 2011.