A Swiss Space Systems e a Elecnor Deimos fortalecem sua aliança para um sistema de lançamento de satélites “acessível”
26 de junho de 2013

Acordo de colaboração entre a Swiss Space Systems e a Elecnor Deimos para o desenvolvimento de um sistema de lançamento em órbita baixa, mais econômico e mais acessível 

Madri, 26 de junho de 2013.  A Swiss Space Systems S3 é a nova empresa aeroespacial suíça, apresentada oficialmente em 13 de março deste ano. O objetivo é desenvolver, fabricar, certificar e operar lançadores suborbitais para pequenos satélites com até 250 kg em 2018. Hoje, a empresa anunciou a assinatura de um novo acordo de colaboração com a Elecnor Deimos que fortalece a cooperação que, desde o início do ano, foi estabelecida com a empresa espanhola. Esta aliança permitirá à S3 ter a Elecnor Deimos como parceiro estratégico e fornecedor de tecnologia de ponta. O projeto está dividido em duas etapas. Na primeira será feito o desenvolvimento de um sistema de nova geração para o lançamento de pequenos satélites e, na segunda fase, será realizado o desenvolvimento de uma versão tripulada da lançadeira suborbital concebida pela S3.

O projeto da S3 avança conforme planejado 

Após o lançamento oficial da empresa em março deste ano, a equipe de mais de 40 empregados da S3 está fazendo rápidos progressos no projeto, com a ajuda de sócios e assessores técnicos, cujas especificações foram definidas e respeitadas. Os dados técnicos relativos à forma da nave, sua trajetória e limitações físicas e térmicas estão sendo validados por uma equipe composta pela S3, a ESA e os engenheiros da DEIMOS através da simulação numérica detalhada. Os primeiros testes em túnel de vento ocorrerão no próximo mês de julho no Instituto Von Karman na Bélgica.

Para alcançar o objetivo de lançar pequenos satélites de baixo custo e assim ampliar o acesso ao espaço para países, empresas e universidades que até agora não era possível, a S3 tem o apoio de prestigiados colaboradores. A S3 constituiu uma forte rede internacional de interlocutores e assessores, onde se destacam empresas tais como: a francesa Dassault Aviation, fabricante de aviões para a arquitetura e engenharia de sistema da aeronave, a belga Sonaca especialista em estrutura externa, a Space Application Services fornecedor do software de voo, o Instituto Von Karman colaborador para ensaios em túnel de vento. Outros parceiros estratégicos são a espanhola Elecnor Deimos para Engenharia de Missão e Sistemas de Guia, Navegação e Controle (GNC, sigla em inglês), a suíça Meggitt que fornecerá os sensores, a italiana Thais Alenia Space desenvolverá os módulos pressurizados e Spaceport Malaysia para a infraestrutura na Terra. Como parte desta rede de especialistas, a S3 tem assessores técnicos como a Agência Espacial Europeia (ESA), o Centro Espacial da Suíça ao qual pertencem a EPFL, e as universidades de Lovaina (Bélgica) e Stanford (EUA) e como principal patrocinador do projeto, o fabricante de relógios suíço Breitling.
Neste quadro de colaboração, atualmente a Swiss Space Systems tem o prazer de anunciar a aliança com a Elecnor Deimos, uma jovem empresa espanhola reconhecida pelo sucesso no setor aeroespacial. Desde a fundação em 2001, a Agência Espacial Europeia (ESA) foi o principal cliente no programa Científico, de observação da Terra, de navegação por satélite, lançadores, voos tripulados e no programa de exploração. A DEIMOS proporciona à ESA e aos principais integradores de sistemas espaciais, serviços de engenharia, desenvolvimento e integração de sistemas operacionais para o Segmento de Usuário e o da Terra.  

A S3 e a Elecnor Deimos oferecem um sistema de lançamento de órbita baixa, mais econômico e mais acessível 

O acordo (MOU) entre a Elecnor Deimos e a Swiss Space Systems permitirá reforçar as capacidades do projeto S3 ao herdar as capacidades de Engenharia de Missão e de sistemas de Guia, Navegação e Controle (GNC), adquiridos pela DEIMOS ao participar em Programas ESA dedicados a missões atmosféricas complexas tais como:  IXV (Veículo Experimental Intermédio, com o lançamento previsto em 2014) e EXOMARS (a próxima missão europeia em Marte, composta por dois elementos previstos para o lançamento em 2016 e 2018).

Além disso, no quadro deste acordo de colaboração, a S3 usará as instalações da DEIMOS para a integração e testes das suas naves espaciais (spacecraft, em inglês) na sua sala limpa em Puertollano antes da campanha de lançamento. Deste modo, esta aliança permitirá a ambas as empresas acelerar o desenvolvimento do mercado de pequenos satélites ao constituir um novo paradigma de sistema de lançamento para órbita baixa, mais acessível e econômico face aos atuais.