O DEIMOS-2, primeiro satélite espanhol de observação da Terra de altíssima resolução, faz seu primeiro aniversário
No seu primeiro ano, o satélite, totalmente espanhol e pioneiro em seu âmbito, deu 5.300 voltas ao redor da Terra e captou mais de 18.000 imagens
19 de junho de 2015

O DEIMOS-2 participa de projetos internacionais de destaque, como a cobertura da Europa como parte do programa do ESA Copernicus. Além disso, captou imagens de acontecimentos recentes como as inundações do rio Ebro, próximo a Zaragoza, a erupção do vulcão Calbuco, no Chile, e a mancha de combustível do barco Oleg Naydenov, no Oceano Atlântico

O DEIMOS-2 proporciona imagens da Terra com uma resolução até 30 vezes maior que a proporcionada pelo seu predecessor, o DEIMOS-1

Madri, 19 de junho de 2015.- O DEIMOS-2, primeiro satélite espanhol de observação da Terra de altíssima resolução e primeiro satélite europeu de capital totalmente privado, comemora hoje o primeiro aniversário de seu lançamento. 

O satélite, de propriedade da Elecnor e operado pela sua área tecnológica, Elecnor Deimos, deu aproximadamente 5.300 voltas ao redor da Terra em seu primeiro ano em órbita. Esta cifra corresponde a um percurso de mais de 230 milhões de quilômetros, ou seja, mais de 560 vezes a distância entre a Terra e a Lua, e a quase uma vez e meia a distância existente entre a Terra e o Sol.

Além disso, o satélite capturou mais de 18.000 imagens de grandes dimensões, cobrindo uma superfície de 3,2 milhões de km2, o que equivale a mais de 6 vezes a superfície da Espanha. São imagens de alta resolução, especialmente idôneas para a obtenção de informação territorial para utilização em diversos campos: agricultura, meio ambiente, mudança climática, segurança, controle de fronteiras, desflorestamento, gestão de recursos hídricos e apoio à gestão das crises provocadas por desastres naturais.

DEIMOS-2, primeiro satélite espanhol de altíssima resolução

O DEIMOS-2 é o satélite privado na Europa com maior resolução e um dos poucos satélites de observação da Terra do mundo com capacidade de produzir imagens submétricas. O DEIMOS-2 é um satélite pancromático e multiespectral que proporciona imagens de até 75 cm de resolução. Isto significa que se compararmos um pixel de uma imagem feita pelo DEIMOS-1 e um pixel da mesma área feita pelo DEIMOS-2, conseguimos quase 900 vezes mais dados e detalhes da zona com o DEIMOS-2. 
Atualmente, os serviços oferecidos pelo satélite DEIMOS-2 serão complementados por aqueles proporcionados pelo primeiro satélite da empresa, o DEIMOS-1, que podem ser agrupados em três grandes áreas: Agricultura, Florestal e Serviços de Emergência. 

Projetos de destaque

As capacidades avançadas do DEIMOS-2 permitiram sua participação em importantes projetos e serviços internacionais. Atualmente, o DEIMOS-2 participa do programa da União Europeia e da Agência Espacial Europeia (ESA) para a gestão de serviços de emergência do Copernicus (Copernicus Emergency Management Services), cobrindo a resposta a situações de emergência. O DEIMOS-2 desempenha também um papel fundamental na elaboração do mapa submétrico de toda a Europa, proporcionando dados espaciais aos bancos de dados centrais do Copérnico administrados pela ESA. 

Alguns incidentes recentes acompanhados por meio de imagens do DEIMOS-2:

  • As inundações do rio Ebro (final de fevereiro até o início de março de 2015)
  • A erupção do vulcão Calbuco, no Chile (abril de 2015)
  • Derramamento de petróleo do barco Oleg Naydenov no Oceano Atlântico (abril de 2015)
  • Área atingida pelo ciclone Pam, em Port Vila, Vanuatu (março de 2015)
  • Acompanhamento do êxito da campanha do veículo IXV (fevereiro de 2015), demonstrador de reentrada atmosférica da ESA