Os desafios e oportunidades da economia e eficiência energética são analisados pelos agentes do setor energético na Espanha
IV Jornadas de Economia e Eficiência Energética
30 de outubro de 2013

Madri, 30 de outubro de 2013.- A Elecnor, por meio da Cátedra Fundação Elecnor de Energias Renováveis e Eficiência Energética, e do Conselho Social da Universidad Politécnica de Madrid (UPM), realizaram a quarta edição da “Jornada de Economia e Eficiência Energética”. Um fórum de debate em se abordaram as oportunidades e desafios de negócio dos serviços energéticos na Espanha e no mercado internacional, especialmente na América Latina, assim como a situação atual e o futuro das Empresas de Serviços Energéticos (ESEs).

Realizada no salão de eventos da ETSII, a jornada contou com a participação de representantes da Administração e de empresas de destaque como Iberdrola, Philips, KPMG e BBVA, entre outras, que proporcionaram sua visão e experiência sobre o mercado de eficiência energética, seu financiamento e regulação.

Este ano, a abertura do evento contou com a presença da prefeita de Ciudad Real, Rosa Romero Sánchez, que explicou o projeto de eficiência energética que está sendo realizado em sua cidade com a colaboração da Elecnor. “Junto com a Elecnor implantamos medidas de economia e eficiência energética na iluminação pública, o que nos permitiu conseguir instalações melhores e mais modernas, reduzir o consumo energético em 50% e evitar a emissão de 1.600 toneladas de CO2 ao ano”, afirmou.

Após a inauguração, a jornada foi dividida em duas mesas de debate. Na primeira delas, com caráter mais técnico, Lucio Di Majo, da KMPG, examinou a experiência internacional em serviços energéticos. Em seguida, Bosco Nowack, do BBVA, explicou as oportunidades de financiamento do setor por meio de fundos de investimento, como o programa Jessica Fidae, para o desenvolvimento de projetos sustentáveis em zonas urbanas. Posteriormente, foram abordados três casos de êxito. O primeiro, desenvolvido por Cesar Rey, subdiretor-geral da Efirenova, associado ao setor terciário e às medidas de economia implementadas no shopping center de Los Arcos, em Sevilha. O segundo, apresentado por Jorge Jusdado, diretor de Soluções e Serviços Energéticos da Philips, analisou a experiência de sua empresa como sócio estratégico na economia de iluminação pública. E, por último, José Lozano, responsável pela Divisão Técnica da Elecnor, falou sobe o projeto desenvolvido pela Elecnor e pela Fundação em colaboração com a Fundação Infantil Ronald McDonald, para a construção da primeira Casa Ronald McDonald, construída com critérios de eficiência energética em Madri.

Na segunda parte da jornada, a mesa de debate proporcionou uma visão mais analítica em relação aos aspectos-chave do setor e sua regulação na atualidade. Participaram María Sicilia, subdiretora-geral de Planejamento Energético e Acompanhamento do Ministério da Indústria, Energia e Turismo; Elena González, gerente da Anese; Enrique Daroqui, responsável pela Área Técnica da Atersa, e Gonzalo Sáenz de Miera, diretor de Perspectiva Regulatória da Iberdrola. Todos eles manifestaram seu ponto de vista sobre o importante papel desempenhado pelo regulador no mercado energético, os desafios para melhorar a conscientização da sociedade sobre a eficiência energética, a viabilidade para cumprir os objetivos da política de eficiência energética 20/20/20 e os instrumentos mais adequados para alcançar esses objetivos.

Esta IV Jornada organizada pela Elecnor e sua Fundação foi encerrada com opiniões sobre os desafios futuros do setor, propiciando, mais uma vez, uma excelente oportunidade para aproximar o debate energético ao mundo universitário.